Psicofarmacologia Clínica

“Pricofarmacologia Clínica” (EaD)

Curso de Extensão Universitária – Difusão
Departamento de Farmacologia – ICB/USP

Período de inscrição: 01/08/2018 a 20/09/2018 (On-line, via sistema Apolo-USP)
Período de realização: 01/10/2018 a 26/11/2018
Número de vagas: 150
Taxa de inscrição: R$ 180,00
Informações: [email protected]

Apresentação

Desde tempos imemoriais sabe-se que substâncias químicas introduzidas no organismo podem modificar estados psíquicos. Álcool, ópio, haxixe, cocaína e alucinógenos foram amplamente utilizados pelas mais diversas civilizações, associados as práticas de cura, de união com os deuses e com o sagrado, de revelações e também puramente hedonistas.

Em 1860, o químico alemão Albert Nieman extraiu da folha de coca seu alcalóide, a cocaína, que foi comercializada 20 anos depois, e seus efeitos terapêuticos como estimulante e no tratamento da dependência a morfína foram sugeridos. Em seguida foi utilizada nas patologias psiquiátricas mais diversas, como para combater a histeria, a hipocondria, os distúrbios da melancolia e o estupor.    

Todavia, somente na década de 1950 o uso de fármacos com eficácia no tratamento psiquiátrico foi comprovada dando início a moderna Psicofarmacologia.

A introdução da Clorpromazina por Delay e Denicker em 1952 foi o início da moderna Psicofarmacologia e o marco de uma   revolução na terapêutica psiquiátrica que acabou por afetar o conjunto das ciências e a visão que o Homem tem de si mesmo.
Em 1960, com a introdução do clordiazepóxido iniciava-se a era dos benzodiazepínicos que vieram a substituir, com grandes vantagens, os barbitúricos no tratamento farmacológico dos estados de ansiedade.
Na década de 70 ocorreu a difusão do uso de sais de lítio e de medicações inicialmente utilizadas na epilepsia (carbamazepina e ácido valproico) como estabilizadores do humor.

Nos anos 80 foram introduzidos na terapêutica os neurolépticos chamados atípicos e uma nova classe de antidepressivos, os ISRS (inibidores seletivos da recaptação de serotonina).

Nos anos 90 proliferaram os ISRS e foram lançados os IRSN (inibidores de recaptação de serotonina e noradrenalina) e os ISRN (inibidores seletivos de recaptação da noradrenalina).

O uso de fármacos no tratamento de distúrbios psiquiátricos tem se tornado mais preciso com a evolução e precisão dos diagnósticos clínicos. Também, o conhecimento dos mecanismos moleculares envolvidos nas ações dos psicotrópicos tem contribuído para o entendimento das bases neuroquímicas destes distúrbios, o que levou a criação das disciplinas de Biologia Psiquiátrica e Psicofarmacologia.

Objetivos

Oferecer a profissionais e estudantes na área de saúde informações sobre os mecanismos fisiopatológicos e bioquímicos relacionados a ocorrência de distúrbios psiquiátricos e os fármacos utilizados no tratamento.

Estrutura Básica do Curso

O Curso constará de 08 temas que serão apresentados semanalmente completando o período total do Curso de 08 semanas.

Constarão do material do Curso:

  1. Vídeo introdutório de cada tema de aproximadamente 50 minutos
  2. Power point das aulas com aproximadamente 60 slides/aula
  3. Material bibliográfico sobre os temas apresentados
  4. Questões de múltipla escolha sobre o tema apresentado para avaliar o aproveitamento do aluno.

Avaliação

Todo o material referente a cada tema abordado ficará disponível aos alunos durante uma semana, tempo no qual a resolução dos testes deverá ser completada.
No final de cada semana as questões serão corrigidas e haverá devolutiva com explicações sobre a resolução das mesmas.
O professor poderá ser acessado através de e-mail e terá um prazo de  48 horas para responder as dúvidas e questões apresentadas pelos alunos.

Período do Curso

O Curso será realizado no período compreendido entre 01 de outubro e 26 de novembro de 2018.

Cronograma

Datas Temas
01/10 INTRODUÇÃO A FARMACOLOGIA DO SNC
08/10 NEUROTRANSMISSORES.
15/10 FATORES E MECANISMOS MOLECULARES  RELACIONADOS A OCORRÊNCIA DE TOLERÂNCIA E DEPENDÊNCIA A FÁRMACOS
22/10 ETILISMO : DEPENDÊNCIA E TRATAMENTO
29/10 FARMACOLOGIA DOS SEDATIVOS E HIPNÓTICOS
05/11 TRATAMENTO FARMACOLÓGICO DA DEPRESSÃO E DOS TRANSTORNOS DE ANSIEDADE.
12/11 TRATAMENTO FARMACOLÓGICO DA DEPRESSÃO E DOS TRANSTORNOS DE ANSIEDADE.
19/11 TRANSTORNO DO DÉFICIT DE ATENÇÃO COM HIPERATIVIDADE(TDAH)

Professora Responsável

Clarice Gorenstein – Profa.Adjunta do Departamento de Farmacologia do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo.

Certificados de Conclusão

Serão fornecidos certificados aos alunos que obtiverem aproveitamento em 70% dos testes e participação em 75% das aulas.