Histórico

Nossa história

A Disciplina de Farmacologia do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo foi constituída em 1970 quando da instalação da Reforma Universitária, reunindo docentes das Faculdades de Odontologia, Farmácia e Bioquímica e parte dos docentes do Departamento de Farmacologia da Faculdade de Medicina e junto com a Disciplina de Fisiologia constituiu o Departamento de Fisiologia e Farmacologia.

Em 1980 a Disciplina de Farmacologia passou a contar com seu primeiro Professor Titular, o Professor João Garcia Leme proveniente da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto. Este concurso foi importante não apenas do ponto de vista histórico, mas por ser o marco de um processo de abertura que levaria à fundação do Departamento de Farmacologia do ICB-USP em 1982.
O ensino de Graduação tem sido preocupação constante dos docentes do Departamento de Farmacologia, buscando-se frequentemente o aperfeiçoamento e a eficiência no ensino dessa ciência fundamental para a formação dos futuros profissionais da área da Saúde. Com esse objetivo o Departamento tem se modernizado com a introdução de recursos multimídia em aulas teóricas e com exercícios práticos ao lado de métodos modernos baseados em aprendizado através da resolução de problemas práticos como PBL – “Problem Based Learning”; POPS – “Patient-Oriented Problem Solving” e softwares educacionais.

Com corpo docente constituído de profissionais qualificados com treinamento no exterior, o ensino de Farmacologia é oferecido como disciplina obrigatória a todas as escolas profissionalizantes (7) na área da saúde da USP, atendendo aproximadamente 900 alunos por ano. As disciplinas são oferecidas nos períodos diurno (8) e noturno (2) e freqüentemente o mesmo docente ministra aula nos dois períodos. As disciplinas são estruturadas de forma a ter um coordenador e, em média, 1 docente para cada 50 alunos. Há nítida preocupação com a qualidade das disciplinas oferecidas, o que é refletido na boa avaliação dos alunos das diferentes escolas aos cursos oferecidos pelo Departamento.

Na pós-graduação o Departamento se insere entre os melhores do país. Os alunos que concluem o programa em nível de mestrado geralmente se encaminham para o doutoramento. É prática comum para os que concluíram o doutoramento, serem aceitos em programas de Pós-Doutoramento em instituições nacionais e no exterior ou ainda serem absorvidos em institutos isolados de pesquisa, Universidades ou mesmo na indústria. Denota-se, portanto, a alta qualidade dos mestres e doutores egressos do programa de Farmacologia, evidenciada na avaliação de “excelência” da CAPES.

O projeto acadêmico do Departamento impõe a continuidade do processo de modernização de suas atividades de pesquisa, com a introdução de novas metodologias, com destaque para o desenvolvimento nas áreas de biologia celular e molecular aplicadas à Farmacologia. A renovação está ocorrendo com a contratação de jovens talentos portadores do título de Doutor em Farmacologia ou em áreas correlatas. Estes novos docentes têm implantado novas metodologias de biologia celular e molecular no Departamento e têm realizado estágios em centros de excelência.

É parte da vocação do Departamento, a pesquisa que gera conhecimento na forma de trabalhos publicados em revistas conceituadas nas áreas de atuação dos docentes do Departamento, as quais estão organizadas em 9 grupos consolidados no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq.

Dada a sua vocação, os docentes do Departamento participam em atividades de assessorias, consultorias, organização de eventos científicos, corpo editorial de revistas, comissões em sociedades cientificas, além de atuarem como membros de bancas de qualificação, mestrado, doutorado e de concursos.